X

Hospital realiza campanha de prevenção em penitenciária


Em 22/11/2007 às 15h13

Depois de percorrer mais de dez cidades com a campanha de prevenção contra o câncer de próstata e do colo uterino, a equipe do Hospital do Câncer de Muriaé desenvolveu um trabalho voltado aos detentos da Penitenciária Manoel Martins Lisboa Júnior, em Muriaé. A campanha aconteceu nos dias 12 e 13 de novembro e abrangeu todos os pavilhões.

Um clínico geral e um infectologista realizaram palestras nos quatro pavilhões da penitenciária durante o primeiro dia. Os temas abordados foram os principais tipos de câncer e suas formas de prevenção, além das doenças sexualmente transmissíveis.

Junto à coordenação da casa, a equipe do hospital, formada de duas enfermeiras, dois técnicos de enfermagem e dois médicos, percorreram os três pavilhões masculinos e um feminino, levando informação e esclarecendo algumas dúvidas dos presos.

O segundo dia foi destinado à coleta de sangue dos detentos com idade acima de 40 anos, para a realização do exame PSA, que identifica o câncer de próstata e Papanicolau para todas as mulheres, utilizado na identificação do câncer do colo uterino. Foram realizadas 36 coletas de amostra de sangue para o PSA e mais 35 de material para a realização do Papanicolau.

Os laudos ficarão prontos dentro de dez dias, quando serão encaminhados à direção da penitenciária. Em caso de alteração nos níveis normais dos exames, o hospital já disponibilizou uma data para receber o detento e fazer a confirmação do diagnóstico.

A escolha da penitenciária - que hoje possui 382 presos - para a realização desta campanha se deu pela presença de um grupo extremamente heterogêneo de pessoas, com possibilidades reais de desenvolvimento da doença. A busca do diagnóstico precoce do câncer ainda é o fator que oferece as melhores chances de cura da doença.

Compartilhe