X

Fundação Cristiano Varella inicia campanha contra tabagismo


Em 29/08/2008 às 08h58

Em comemoração ao dia mundial de combate ao tabagismo - 29 de agosto - a Fundação Cristiano Varella está realizando uma ampla campanha de conscientização que alerta contra os malefícios do cigarro e os benefícios de se parar de fumar. Entre as ações está a distribuição de cartazes em todos os PSF´s das 150 cidades atendidas pela instituição, distribuição de bótons, folders, anúncio em jornal impresso, televisão e a colagem de outdoors. O objetivo é ajudar no processo de sensibilização e conscientização que já vem sendo realizado ao longo dos anos.

Na cidade de Muriaé, onde a instituição é sediada, o trabalho será intensificado com distribuição dos folders e botons no centro, em horário comercial.

TABAGISMO MO MUNDO

O tabagismo é considerado pela Organização Mundial da Saúde (OMS) a principal causa de morte evitável em todo o mundo. A OMS estima que um terço da população mundial adulta, isto é, 1 bilhão e 200 milhões de pessoas (entre as quais 200 milhões de mulheres), sejam fumantes. Pesquisas comprovam que aproximadamente 47% de toda a população masculina e 12% da população feminina no mundo fumam. Enquanto nos países em desenvolvimento os fumantes constituem 48% da população masculina e 7% da população feminina, nos países desenvolvidos a participação das mulheres mais do que triplica: 42% dos homens e 24% das mulheres têm o comportamento de fumar.

O total de mortes devido ao uso do tabaco atingiu a cifra de 4,9 milhões de mortes anuais, o que corresponde a mais de 10 mil mortes por dia. Caso as atuais tendências de expansão do seu consumo sejam mantidas, esses números aumentarão para 10 milhões de mortes anuais por volta do ano 2030, sendo metade delas em indivíduos em idade produtiva (entre 35 e 69 anos) (WHO, 2003).

O INCA desenvolve papel importante como Centro Colaborador da Organização Mundial da Saúde (OMS) para o Programa "Tabaco ou Saúde" na América Latina, cujo objetivo é estimular e apoiar políticas e atividades controle do tabagismo nessa região, e no apoio à elaboração da Convenção Quadro para o Controle do Tabaco, idealizada pela OMS para estabelecer padrões de controle do tabagismo em todo o mundo.



Compartilhe