X

Diretor da Fundação Cristiano Varella participa do lançamento do Conselho de Desenvolvimento de Cataguases (CODEC)


Em 12/12/2017 às 09h36

O Diretor Administrativo do Hospital do Câncer de Muriaé da Fundação Cristiano Varella, Sérgio Henriques, participou, no dia 11 de dezembro, juntamente com o Sr. Lael Varella e o Assessor Rodrigo Costa, na ocasião representando o Deputado Federal, Misael Varella, do lançamento do Conselho de Desenvolvimento Econômico de Cataguases (CODEC), na Zona da Mata.

O CODEC, é um conselho deliberativo, normativo e consultivo, para formular, supervisionar e propor a execução das políticas de desenvolvimento humano, econômico e sustentável  e tem como função auxiliar a gestão do município na criação de planejamentos estratégicos a curto, médio e longo prazo.

Para identificar as necessidades de Cataguases e os gargalos que impedem a cidade de crecer, de forma sustentável, um grupo de empresas, dentre elas a Energisa, uma grande parceira da Fundação Cristiano Varella, se reuniu para financiar um diagnóstico que retratasse a situação atual de Cataguases. 

O presidente eleito do CODEC, Humberto Lanzieri, enfatizou o entusiasmo pela criação do Conselho. Segundo ele, a partir de agora, a cidade conta com um fórum para a elaboração de propostas efetivas e concretas para Cataguases. Já o presidente do Conselho de Administração da Energisa, Ivan Müller Botelho, pontuou que "planejar o futuro em parceria com a sociedade é um dos trunfos para o município e torna relevante a responsabilidade de atuação do Codec". Além disso, Willian Lobo, prefeito de Cataguases, ressaltou que a cidade "só tem a ganhar com a instalação do Conselho".

O senador por Minas Gerais, Antonio Anastasia (PSDB), pontuou o importante passo dado por Cataguases para o fomento do Conselho de Desenvolvimento. Além disso, ele enfatizou a união entre agentes públicos e privados visando o bem-comum para o município. "Sem a participação da sociedade civil, não há possibilidade de desenvolvimento integrado, por mais pujante que o Estado seja," concluiu.

Fonte: fiemg.com.br
Compartilhe