www.fcv.org.br

Artigos

Imprensa

11/10/2017 - 14h53m

Versão para impressão
Enviar por e-mail
No dia 09 de outubro, a exposição sobre a música foi inaugurada no Memorial da Fundação Cristiano Varella.

A música é um tema abrangente e encantador. É extremamente raro encontrar alguém que afirme não gostar de música; afinal ela pode ser de um calmante para a alma até um suplemento para o corpo. Há uma miríade de gêneros e artistas nessa indústria, e é possível satisfazer os gostos mais pessoais, especialmente com a facilidade de acesso à informação implementada com a internet. Mas como funcionava a indústria da música antes do avanço tecnológico tomar de assalto nossas vidas? Quem plantou as sementes das inspirações dos artistas e bandas atuais? Na nova exposição do Memorial você poderá explorar a história da música a partir do momento em que se tornou fácil ouvi-la no conforto de nossas casas através do rádio. Prepare-se para conhecer as maiores personalidades da indústria fonográfica entre a década de 40 até a virada do milênio, e as principais tecnologias, hoje em sua maioria obsoletas, de guarda e reprodução de músicas.

Venha nos fazer uma visita, e se deslumbre com o universo da música!

Horário de funcionamento do Memorial:
- Segunda a sexta-feira: 9h às 15h45
- Domingo: 14h às 17h40







11/10/2017 - 14h30m

Versão para impressão
Enviar por e-mail
Ser criança é achar que o mundo é feito de fantasias, sorrisos e brincadeiras. Ser criança é comer algodão doce e se lambuzar. Ser criança é acreditar num mundo cor-de-rosa, cheio de pipocas. Ser criança é olhar e não ver o perigo. Ser criança é sorrir e fazer sorrir. Ser criança é chorar sem saber por quê. Ser criança é querer ser feliz. Ser criança é se esconder para nos preocupar. Ser criança é errar e não assumir o erro. Ser criança é pedir com os olhos. Ser criança é derramar uma lágrima para nos sensibilizar. Ser criança é isso e muito mais. É nos ensinar que a vida, apesar de difícil, pode tornar-se fácil com um simples sorriso. É nos ensinar que criança só quer carinho e afeto. É nos ensinar que, para sermos felizes, basta apenas olharmos para uma criança!

Todo ano, a Fundação Cristiano Varella comemora o Dia das Crianças com muita alegria e diversão. E esse ano não poderia ser diferente! No dia 10 de outubro, aconteceu no Memorial da Fundação uma festa muito animada para nossas crianças. 

A festinha que foi um tremendo sucesso, contou com brinquedos, doces, brincadeiras, presentes, guloseimas, muita música, cultura e principalmente AMOR! Graças ao apoio dos nossos colaboradores, que fazem parte do grupo de Humanização da instituição e dos voluntários de Muriaé e região, o Dia das Crianças dos nossos pequenos guerreiros foi mais que especial!

Temos muito a agradecer a cada um que doou seu tempo, seu trabalho, carinho e dedicação para alegrar nossas crianças.

"Doemos o nosso sorriso a elas, sejamos alegres. Mostremos a elas a criança que existe em nós. Elas são o nosso futuro e precisam ser felizes para nos fazer felizes".

Um obrigado muito especial a Elzana de Oliveira, proprietária da Baladinha Kids Decor, que decorou a festa com o tema de circo, a NinArt’s que realizou pinturas faciais, a Artsom que animou a festa com muita música, a Distribuidora Damata que doou os refrigerantes, a Araçagy que doou os picolés, a Marcilaine de Muriaé que fez e doou os doces e guloseimas, a Mikaely Graciolli de Cataguases que doou sacolinhas de presentes e enfeites, a Maíza Ramos que doou um bolo delicioso, a Pollyana Matos que doou seus livros, ao Otávio da OkCabine que forneceu uma cabine de fotos com o tema personalizado do Dia das Crianças, ao Sandro e esposa do ‘Mió que tá teno Fest’ que doaram pipoca e algodão doce, Salão Visage, Cid Ateliê, Rita Cássia Paula, Panificadora Peniel, Rafaella Modas e amigos, Viviane Lima, Meire Buffets, Marcelina bolos, Serra do Sol restaurantes, Sacolão do Davi, aos colaboradores do Memorial da FCV, GTH, Marketing, SAME, Serviço de Higienização e Limpeza, Centro de Estudos, Segurança, Transporte e Manutenção.

A todos vocês, muito obrigado! Obrigado por nos ajudar a trazer alegria a nossas crianças.







02/10/2017 - 15h01m - Atualizado em 02/10/2017 - 15h04m

Versão para impressão
Enviar por e-mail
O movimento conhecido como Outubro Rosa nasceu na década de 1990 e tem como objetivo compartilhar informações sobre o câncer de mama, promover a conscientização sobre a doença, proporcionar maior acesso aos serviços de diagnóstico e de tratamento e contribuir para a redução da mortalidade. Segundo o Instituto Nacional de Câncer (Inca), o câncer de mama é o tipo mais comum entre as mulheres no mundo e no Brasil, depois do câncer de pele não melanoma, e responde por cerca de 25% dos casos novos a cada ano.

O câncer de mama é uma doença causada pela multiplicação de células anormais da mama, que formam um tumor. Ainda segundo o Inca, especificamente no Brasil, o percentual de casos desse tipo de câncer é um pouco mais elevado e chega a 28,1%. Sem considerar os tumores de pele não melanoma, esse tipo de câncer é o mais frequente nas mulheres das Regiões Sul, Sudeste, Centro-Oeste e Nordeste. A seguir, Viviane Ferreira Esteves, gerente da Área de Atenção Clínico-cirúrgica à Mulher do Instituto Nacional de Saúde da Mulher, da Criança e do Adolescente Fernandes Figueira (IFF/Fiocruz), esclarece dúvidas sobre a doença.

1. Câncer de mama não acometeu nenhum membro de minha família, por isso eu não corro risco?
Toda mulher tem risco de câncer de mama, mesmo aquelas sem histórico familiar.

2. Quais são os sintomas do câncer de mama?
Os principais sintomas do câncer de mama são nódulos endurecidos, alterações na pele ou retrações, saída de secreção espontânea pelo mamilo, alterações no mamilo e gânglios aumentados na região da axila. No entanto, o ideal é diagnosticar o câncer de mama na ausência de sintomas, pelo exame de mamografia.

3. Como faço o autoexame da mama?
Não é mais recomendada a realização do autoexame como diagnóstico precoce do câncer de mama. A orientação atual é que a mulher faça a observação e a auto palpação das mamas sempre que se sentir confortável para tal (no banho, no momento da troca de roupa ou em outra situação do cotidiano), sem necessidade de uma técnica específica de autoexame, em um determinado período do mês, como preconizado nos anos 80. E, diante de alguma anormalidade, procure o especialista.

4. Quais são os exames para diagnóstico da doença?
Para diagnóstico precoce do câncer de mama os exames recomendados são a mamografia e o exame clínico das mamas. Além desses, podemos realizar a ultrassonografia e a ressonância magnética das mamas em situações especiais, por exemplo em alguns casos de mamas densas.

5. Quando devo fazer o exame de mamografia? Qual a finalidade desse exame?
O Ministério da Saúde recomenda a realização da mamografia em mulheres de 50 a 69 anos a cada dois anos. A mulher com risco elevado de câncer de mama deve ter seu caso avaliado pelo médico especialista.
A finalidade da mamografia é a detecção precoce do câncer, em fases com maior possibilidade de cura e com menores taxas de cirurgias radicais.

6. A mamografia é um exame doloroso?
A compressão mamária é desconfortável, mas necessária para a correta avaliação do médico radiologista.

7. Mulheres que têm silicone na mama podem fazer o exame da mamografia?
Sim. Inclusive existe uma incidência específica para avaliação destas mulheres com silicone.

8. Qual é o tratamento para a doença?
Existe o tratamento local e o tratamento sistêmico. O tratamento local é realizado com a cirurgia, que pode ser radical, ou seja, mastectomia, ou parcial, com as ressecções segmentares, que consiste na remoção do tumor com margem de segurança. Além da cirurgia da mama, deve ser realizada a investigação dos gânglios da axila. A cirurgia é complementada com a radioterapia em casos selecionados. O tratamento sistêmico pode ser realizado com a quimioterapia, o tratamento hormonal ou, ainda, a imunoterapia.

9. Como deve ser feita a prevenção?
A prevenção primária evita o aparecimento da doença. Nesse caso, uma alimentação saudável, exercício físico, evitar bebidas alcoólicas e tabagismo são estratégias de prevenção. A amamentação também funciona como fator protetor. A prevenção secundária é o diagnóstico precoce da doença em fases com maior possibilidade de cura. Esse tipo de prevenção é garantida com a realização da mamografia e do exame clínico das mamas.

Fonte: Fundação Oswaldo Cruz





Residência Médica

Cancerologia Cirúrgica, Cancerologia Clínica, Radiologia/Diagnóstico por Imagem e Radioterapia

20/09/2017 - 10h01m

Versão para impressão
Enviar por e-mail

O Hospital do Câncer de Muriaé da Fundação Cristiano Varella, maior complexo oncológico de Minas Gerais, está com inscrições abertas para seleção de candidatos ao preenchimento de vaga nos Programas de Residência Médica 2018 em quatro especialidades: Cancerologia Cirúrgica, Cancerologia Clínica, Radiologia/Diagnóstico por Imagem e Radioterapia, cada uma delas com duração de três anos.

Assim como nos anos anteriores, é importante que os interessados fiquem atentos para as regras do edital, especialmente quanto à necessidade do candidato concluir a Residência Médica em Cirurgia Geral ou Clínica Médica, até o dia 31 de março de 2018, para se candidatar à vaga de Cancerologia Cirúrgica ou Clínica, respectivamente. Não há pré-requisito para se candidatar às outras áreas.

O período de inscrições será entre os dias 09 e 19 de outubro de 2017 e a prova escrita será aplicada no dia 19 de novembro do mesmo ano. Os aprovados nessa primeira etapa passarão por uma segunda etapa de avaliação curricular e a previsão é de que o resultado final seja divulgado no dia 30 de janeiro de 2018. 

As inscrições só serão realizadas através do site: www.aremg.org.br na aba Processo Seletivo, no período de 8h às 18h, pelo valor de R$ 160,00.

Os detalhes do processo seletivo podem ser acessados no edital no espaço reservado para os hospitais publicarem Editais no link: http://www.aremg.org.br/processos-atuais.

 






19/09/2017 - 09h33m

Versão para impressão
Enviar por e-mail
O Programa Brasileiro de Segurança do Paciente  é uma comunidade com 180 participantes. É uma rede inovadora de instituições empenhadas em melhorar os cuidados de saúde. O programa foi reconhecido pela ANS e o IQG como uma "Entidade Gestora". 

A Fundação Cristiano Varella - Hospital do Câncer de Muriaé faz parte desta comunidade, através do esforço de sua equipe comprometida com as boas práticas e melhorias efetivas tem potencializado o sucesso desta inciativa. 

Confira a lista de instituições que receberam o Selo PBSP 2017.

Instituições elegíveis ao Selo 2017:

HOSPITAL DO CANCER DE MURIAÉ
CASA DE SAÚDE SÃO JOSÉ
CLION - BA
AC CAMARGO CANCER CENTER
HOSPITAL ADVENTISTA DE BELEM
HOSPITAL ABC CIRÚRGICO
HOSPITAL ADVENTISTA SILVESTRE
HOSPITAL ALBERT SABIN - RJ
HOSPITAL ALBERTO URQUIZA WANDERLEY - UNIMED JOÃO PESSOA
HOSPITAL ANTONINHO DA ROCHA MARMO
HOSPITAL ADVENTISTA DE MANAUS
HOSPITAL BADIM
HOSPITAL BANDEIRANTES
HOSPITAL CARLOS CHAGAS
HOSPITAL DA LUZ
HOSPITAL MARIO LIONI
HOSPITAL DO CANCER DE CASCAVEL - UOPECCAN
HOSPITAL DO RIM E HIPERTENSÃO
HOSPITAL DO SUBÚRBIO
HOSPITAL E MATERNIDADE DR. CHRISTOVÃO DA GAMA
HOSPITAL ESPERANÇA OLINDA
HOSPITAL ESPERANÇA
HOSPITAL IGESP
HOSPITAL ESTADUAL BAURU - UNESP
HOSPITAL MADRE TERESA
HOSPITAL FUNDAÇÃO OURO BRANCO
HOSPITAL ESTADUAL DE DIADEMA
HOSPITAL IAMADA
HOSPITAL MARIO COVAS
HOSPITAL JORGE VALENTE
HOSPITAL LUZIA DE PINHO MELO
HOSPITAL MEDICAL
HOSPITAL MERIDIONAL
HOSPITAL NIPO BRASILEIRO
HOSPITAL NITEROI D'OR
HOSPITAL MINISTRO COSTA CAVALCANTI
HOSPITAL PITANGUEIRAS
HOSPITAL PORTO DIAS
HOSPITAL E MATERNIDADE DR. ODELMO LEÃO CARNEIRO - SPDM
HOSPITAL PROFESSOR EDMUNDO VASCONCELOS
HOSPITAL PRONTONORTE DF
HOSPITAL SANTA CASA DE PASSOS
HOSPITAL SANTA IZABEL - BA
HOSPITAL QUINTA D`OR
HOSPITAL REGIONAL DE SANTA MARIA - HRSM
HOSPITAL REGIONAL DO CARIRI
SANTA CASA DE MISERICÓRDIA DE MACEIÓ
HOSPITAL SANTA MARCELINA CIDADE TIRADENTES
HOSPITAL SANTA MARCELINA ITAIM PAULISTA
HOSPITAL SANTA RITA
HOSPITAL SANTA HELENA - Santo André
HOSPITAL SANTA ROSA
HOSPITAL SÃO CRISTOVÃO
HOSPITAL SÃO DOMINGOS
HOSPITAL BP - BPSP
HOSPITAL SÃO CAMILO IPIRANGA
HOSPITAL SÃO CAMILO E SÃO LUÍS MACAPÁ
HOSPITAL SÃO CAMILO POMPÉIA
HOSPITAL SÃO CAMILO SANTANA
HOSPITAL SÃO JOAQUIM - UNIMED FRANCA
HOSPITAL SÃO LUCAS - Aracajú
HOSPITAL SÃO LUCAS - Ribeirão Preto
HOSPITAL SÃO LUIZ ITAIM
HOSPITAL UNIMED CHAPECÓ
HOSPITAL SÃO LUIZ JABAQUARA
HOSPITAL UNIMED AMERICANA
HOSPITAL UNIMED LESTE PAULISTA
HOSPITAL UNIMED CRICIUMA
HOSPITAL UNIMED FORTALEZA
HOSPITAL UNIMED LIMEIRA
HOSPITAL VITA BATEL
HOSPITAL UNIMED RIO CLARO
HOSPITAL VITA CURITIBA
HOSPITAL VIVALLE
SANTA CASA DE MARINGÁ - Hospital e Maternidade Maria Auxiliadora
HOSPITAL VITA VOLTA REDONDA
SANTA CASA DE MONTES CLAROS
HOSPITAL WALDEMAR ALCANTARA
CLINIONCO - RS
HOSPITAL DO CORAÇÃO ANIS RASSI
HOSPITAL SANTA LUCIA - HOSPITAL DO CORAÇÃO - Poços de Caldas
HOSPITAL SÃO LUCAS - GOVERNADOR VALADARES
HOSPITAL UNIMED RECIFE
HOSPITAL MUNICIPAL UNIVERSITÁRIO
HOSPITAL AMERICO BRASILIENSE
HOSPITAL BRASÍLIA - HOBRA
HOSPITAL ANCHIETA
HOSPITAL NEXT BUTANTÃ
UNIDADE DE PRONTO ATENDIMENTO - UPA PORTE II





Setembro Dourado

Juntos contra o câncer infantojuvenil!

30/08/2017 - 15h49m

Versão para impressão
Enviar por e-mail
Setembro Dourado alerta para o diagnóstico precoce do câncer infantojuvenil

   Durante esse mês, a luta contra o câncer infantojuvenil ganha ainda mais força. Trata-se do Setembro Dourado, campanha nacional que reforça a importância do diagnóstico precoce e segue até o dia 30. 

   O câncer já representa a primeira causa de mortalidade por doença entre crianças e adolescentes de 1 a 18 anos no Brasil. 

   Segundo os dados do Instituto Nacional do Câncer (INCA), anualmente são mais de 10 mil casos novos de câncer registrados nessa faixa etária no país.

Conheça a doença

   O câncer infantil corresponde a um grupo de várias doenças que têm em comum a proliferação descontrolada de células anormais e que pode ocorrer em qualquer local do organismo. Os tumores mais frequentes na infância e na adolescência são linfomas (sistema linfático), os do sistema nervoso central e as leucemias (que afetam os glóbulos brancos, conforme explica o vídeo What is leukemia?).

   Apesar de o câncer ser raro em crianças, ele corresponde a 2% das causas de doença na infância e a 10% das causas de morte, sendo a segunda causa de mortalidade em crianças de até 15 anos. O câncer não é contagioso. Na maior parte dos casos, não se sabe por que uma criança desenvolve um tumor. Sabemos que, em geral, as crianças não herdam e nem nascem com câncer. Tipos de câncer mais comuns na infância e adolescência em ordem de incidência: leucemias agudas; tumores do sistema nervoso central; linfomas; tumores do rim; neuroblastoma (câncer do sistema nervoso simpático); tumores ósseos; câncer de tecidos moles; retinoblastoma (câncer ocular).

   Assim como em países desenvolvidos, no Brasil, o câncer já representa a primeira causa de morte por doença entre crianças e adolescentes de 1 a 19 anos, para todas as regiões.

   Nas últimas quatro décadas, o progresso no tratamento do câncer na infância e na adolescência foi extremamente significativo. Hoje, em torno de 70% das crianças e adolescentes acometidos de câncer podem ser curados, se diagnosticados precocemente e tratados em centros especializados. Daí a importância de diagnóstico precoce para que se possa esclarecer a sociedade e profissionais da área de saúde sobre sinais de alerta para investigação do câncer infantil.

   O diagnóstico precoce pode salvar vidas 

Sinais de investigação em relação ao câncer infantil:


• Vômitos associados a dores de cabeça (sem náusea) 
• Desequilíbrio ao andar 
• Dificuldade na visão 
• Dores ósseas ou nas articulações 
• Movimentos limitados 
• Palidez insistente 
• Febre persistente 
• Emagrecimento 
• Fraqueza 
• Irritabilidade 
• Sudorese excessiva 
• Manchas roxas no corpo ou em pálpebras 
• Sangramento em geral 
• Diarréias crônicas 
• Dores freqüentes nos dentes, não associadas a cáries 
• Dores abdominais prolongadas 
• Ínguas, gânglios ou nódulos indolores, com rápido crescimento, principalmente no pescoço, axila ou virilhas 
• Nódulos ou pintas na pele, que crescem ou mudam de cor 
• Secreção crônica drenado pelo ouvido 
• Desenvolvimento precoce de caracteres sexuais
• Na região dos olhos, pupila branca ou totalmente dilatada, protrusão do globo ocular Os sinais e sintomas acima não necessariamente podem corresponder ao câncer. O diagnóstico tardio pode comprometer a vida Ao suspeitar da doença é preciso orientar para a busca de auxílio médico, que torna viável a detecção precoce e o tratamento adequado, podendo resultar em vida com mais qualidade.





Fundação Cristiano Varella e Yure Mendes, parceria social em prol do despertar da fé

Fundação Cristiano Varella apoia exposição de artista plástico que realiza turnê iniciando por Muriaé

23/08/2017 - 09h59m - Atualizado em 23/08/2017 - 17h12m

Versão para impressão
Enviar por e-mail
Nesse ano é comemorado pela igreja Católica o Jubileu de 300 anos da Aparição de Nossa Senhora Aparecida. Em homenagem, o artista plástico de Juiz de Fora Yure Mendes, preparou uma turnê para expor suas obras sacras de Nossa Senhora.   

Em fevereiro deste ano Yure realizou uma mostra de suas obras em Muriaé, no evento de inauguração da "estátua de cera" de Lael Varella. Na ocasião, o cenário que abrigou as peças do artista plástico foi o Memorial da Fundação Cristiano Varella, desde então, mantém-se uma parceria social entre a Fundação Cristiano Varella e o artista.  Na época, Yure doou nove esculturas para a instituição. 

Para essa nova turnê, Yure escolheu Muriaé para iniciar a trajetória. A mostra intitulada de "Exposição de Arte Sacra – 300 anos de Nossa Senhora Aparecida", foi inaugurada no Grande Hotel Muriahé nessa terça-feira (22), com abertura para visitação do público a partir das 19h. 

Oito esculturas em ferro com acabamentos em técnicas variadas compõem o acervo que ficará exposto na cidade até o dia 22 de setembro. A iniciativa foi trazida à cidade pela Prefeitura de Muriaé e Fundarte e tem o apoio da Fundação Cristiano Varella. 

Uma obra de Yure que estava exposta no Memorial da Fundação Cristiano Varella desde fevereiro, faz parte do acervo. A peça tem um significado especial para o criador, pois recebeu acabamento especial das mãos das crianças internadas, naquela época, na unidade de internação de quimioterapia da Fundação Cristiano Varella do Hospital do Câncer de Muriaé. Os pequenos guerreiros pintaram o manto da Nossa Senhora, dando um toque e significado de emoção e exclusividade à peça. Esse momento vivenciado pelo artista naquela época despertou nele a vontade de fazer uma nova turnê com o tema sagrado.  

De acordo com Sérgio Dias Henriques, diretor administrativo da Fundação Cristiano Varella, "a parceria mantida entre Yure Mendes e a instituição é importante porque junto com a trajetória percorrida pela exposição, o nome da Instituição está sendo propagado", e ele ainda completou, "também, porque, por trás de suas obras, existe um significado de fé, muito importante de ser buscado por todos, a todo tempo", disse Sérgio.  

Já para o artista plástico o fato de poder contar com o apoio da Fundação Cristiano Varella é para ele um reconhecimento, uma forma de retribuição, "me sinto grato pela oportunidade de manter um trabalho com essa parceria social com a instituição", ressaltou Yure. 

O jubileu dos 300 anos da aparição da imagem de Nossa Senhora Aparecida no país será celebrado pela igreja Católica em outubro desse ano. A próxima cidade a receber a exposição de Yure Mendes será Juiz de Fora. 






14/08/2017 - 17h02m

Versão para impressão
Enviar por e-mail
A semana começou com valorização da beleza e elevação da autoestima na Fundação Cristiano Varella. Isso porque na manhã dessa segunda-feira(14) aconteceu mais uma edição do projeto "De bem com você – a beleza contra o câncer" na instituição. A iniciativa é realizada através de uma parceria entre a Fundação Cristiano Varella e a Associação Brasileira da Indústria de Higiene Pessoal, Perfumaria e Cosméticos (ABIHPEC) e direcionada para as pacientes que fazem tratamento contra o câncer no hospital. 

O objetivo do projeto é oferecer às pacientes uma nova forma de olharem para si mesmas, ajudando a aumentar a autoestima e despertando nelas, a percepção de que podem enfrentar essa doença bonitas e sem perderem a vaidade feminina. Para isso, é ministrada às guerreiras mulheres, uma oficina de auto maquiagem com dicas de utilização de lenços e turbantes. 

Na ocasião, a oficina de auto maquiagem foi ministrada pela maquiadora profissional, Nildilene Mendes. 

As oficinas são realizadas na Fundação Cristiano Varella uma vez por mês, podendo estender-se até para duas vezes por mês, dependendo do número de inscrições. As pacientes do Hospital do Câncer de Muriaé interessadas em participarem poderão entrar em contato com João Motta, coordenador da Humanização e responsável pelo projeto, através do telefone (32)3729-7065 ou procurando-o pessoalmente na Fundação Cristiano Varella. As inscrições só serão realizadas para as pacientes que ainda não participaram da oficina.  

Para mais informações sobre o projeto acesse o site: http://debemcomvoce.org.br/